sexta-feira, 3 de junho de 2011

Perplexo

Tenho o máximo respeito pela nossa Equipa de basquetebol. Foram bicampeões, ganharam este ano a Supertaça e a Taça Hugo dos Santos, tiveram uma digna participação europeia. Não conseguiram ser campeões este ano, mas isso acontece a qualquer equipa. Lutaram dignamente até ao fim contra um adversário de grande qualidade. Mas a garra e a vontade de vencer desta equipa é inegável.

Não posso no entanto deixar de notar a minha perplexidade e preocupação com a prestação no jogo de ontem. Esclareço que por razões pessoais não me foi possível ver o jogo, mas hoje ao consultar as estatísticas fiquei incrédulo. Como é possível uma equipa com a qualidade e experiência da nossa ter num jogo decisivo 22 turnovers (9 no primeiro período!), e novamente uma percentagem miserável nos lances livres (que já se tinha verificado no jogo anterior)? Perdemos por 10 pontos, só os lances livres falhados davam para ganhar o jogo!

Eu admito que uma Equipa do Benfica perca um jogo ou um campeonato porque o adversário foi melhor em campo. Agora perder um jogo decisivo por erros próprios e inaceitáveis numa equipa profissional, não é admissível. O problema será sobretudo psicológico, de falta de controlo da ansiedade, já que os jogadores não perderam qualidade. E talvez algum cansaço físico, agravado pela veterania.

É portanto urgente, mais do que desatar agora a contratar novos jogadores, actuar directamente sobre as causas do problema, para voltarmos a ser Campeões no ano que vem.

6 comentários:

  1. Admites perder se o adversário for melhor, mas isso nunca acontece.

    Todos os especialistas colocaram o Porto como favorito, poucos apostavam em 7 jogos (principalmente os benfiquistas) e agora apontas os erros próprios e um complexo psicológico. A conversa do costume. Na teoria temos todos muito fair play,mas na prática o adversário nunca é melhor.

    Fica a solução: em vez de melhores jogadores o que é preciso é psicólogos. Com psicólogos ninguém nos pára!

    Ass: Moraes.

    ResponderEliminar
  2. Num jogo de basquetebol, e presumo que de qualquer modalidade, podes reduzir a análise a itens estatísticos. É uma análise redutora mas permite tirar algumas conclusões lineares que só não têm tanto valor porque o decorrer de um jogo não é linear.
    No entanto, tens alguma razão no que referes e posso assegurar que os males estão detectados e os esforços serão canalizados para a supressão dos mesmos.

    João Tomaz

    ResponderEliminar
  3. É O JOGO PSICOLÓGICO

    ResponderEliminar
  4. Apesar de tudo, a época da equipa de basquetebol não foi má. Ganhámos duas taças e forçámos a negra na final.
    As modalidades têm pernas para andar. Há que continuar com o trabalho feito até agora para um dia voltarmos a ter a hegemonia em tudo onde estamos inseridos.
    Em relação ao futebol, mais importante que o campeonato nacional é uma Taça da Liga.

    ResponderEliminar
  5. POLÍTICA E...CLARO, MAIS SAKANAGEM

    www.sakanagem69.blogspot.com

    ResponderEliminar