quinta-feira, 22 de abril de 2010

Eduardo quer Benfica e o Benfica quer Eduardo?

Não sei se o interesse do Benfica em Eduardo, e vice-versa, é autêntico, mas se for, parece que é preocupante, mas não muito, porque com o caudal ofensivo que esta equipa tem e, esperamos nós, continuará a ter na próxima temporada, até eu posso estar na baliza, sem que isso comprometa as vitórias do clube.

Até consigo perceber que haja interesse na contratação de um guarda-redes, mas só admito que venha alguém que seja claramente melhor do que o Quim, com o nível dos inacessíveis Buffon, Júlio César (o do Inter) ou Cech, porque senão não vale a pena estar a "inventar" com a vinda do Eduardo, que não me parece nenhum fora de série, nem que seja superior ao nosso "número 1".

Todavia, há, pelo menos, um dado nesta história que pode originar, pelo menos, as negociações com o guardião do Sp. Braga: as suas qualidades são apreciadas por Jorge Jesus. Voltando a Quim, considero que tem estado bem esta época, devia ter sido titular em Liverpool, e estranho que, ao que tudo indica, não haja ainda acordo para a sua renovação de contrato.

2 comentários:

  1. «só admito que venha alguém que seja claramente melhor do que o Quim, como os inacessíveis Buffon, Júlio César (o do Inter) ou Cech»

    Como é evidente, é possível encontrar-se alguém consideravelmente melhor que Quim e consideravelmente inferior aos 3 exemplos mencionados. O Quim é razoável, geralmente não compromete, mas os 2 golos sofridos frente à Académica fazem-me acreditar que o resultado de Liverpool não teria sido muito mais favorável se ele tivesse integrado a equipa titular.

    Há guarda-redes internacionais pelas respectivas selecçoes, como Victor e Romero, que são bastante superiores ao Quim. Já Eduardo é perfeitamente do mesmo nível.

    ResponderEliminar
  2. Espero que seja uma das muitas inventonas do Record! Apesar de ter 26 anos, o que na sua posição é garantia de poder evoluir e ganhar mais maturidade, não me parece que viesse acrescentar mais valor à nossa equipa, para não falar no seu custo.

    A ser verdade é aqui que a nossa direcção e director desportivo se devem impor ao treinador pois nem todas as contratações sugeridas ou pedidas devem ser aceites, como por exemplo a contratação C. Peixoto deveria ter sido vetada (não porque não tenha valor mas porque nunca teve um historial de disponibilidade física adequados a uma equipa de alto nível competiitivo).

    ResponderEliminar