quinta-feira, 7 de maio de 2009

Carta aberta a José Bosingwa

Caro Bosingwa,
As primeiras palavras que lhe gostaria de transmitir são um sonoro AH POIS ÉHHH!!!...
É duro perder assim, não é?
As suas palavras no final do jogo são reveladoras do seu conhecimento sobre estratégias de viciação de jogos com que conviveu durante vários anos. Árbitros encomendados, ladrões, são um léxico bastante familiar para si, a diferença é que estando do outro lado já não tem a mesma piada, como o compreendo...
Meu caro para compor o cenário imagine o seguinte:
- No seguimento das palavras proferidas no final do jogo é lhe instaurado um processo sumarissimo (punido com 2 jogos de castigo);
- No jogo da final o Barcelona faz um bom jogo e ganha. Toda a comunicação social, desportistas, dirigentes de outros clubes, pessoas várias ligadas ao desporto, se curvam e aplaudem a vitória enaltecendo a organização do clube vencedor, o mérito do treinador e do presidente na constituição de um grande plantel, falam da justiça da vitória esquecendo-se do pequeno pormenor que permitiu a sua chegada ao ultimo momento decisivo.
Dói não dói?
Aquele abraço,
Telmo Costa
PS: Não se esqueça de partilhar este sentimento e o cenário citado com os seus colegas Deco, Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira e Hilário.

10 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. BOlas, bolas, bolas, roubaste-me um post! :)

    ResponderEliminar
  3. João,
    Podes sempre fazê-lo, estou certo que estaria melhor escrito. fi-lo às 3 pancadas, desde que vi as declarações do Sr. não conseguia pensar em mais nada.

    ResponderEliminar
  4. É que, daqui a uns anos, já ninguém se lembrará, por exemplo, dos nossos jogos com o porto, Nacional, Leixões, Setúbal, Belenenses, entre outros...

    ResponderEliminar
  5. Pois é, os senhores do apito têm muito poder. Por muito que uma equipa jogue, dadas as diferenças cada vez menores entre as equipas, um arbitro mal intencionado arranja como quer o resultado. E rapidamente o desenrolar do jogo passa à história... Quem fica é apenas e só o vencedor.

    ResponderEliminar
  6. O Que adorava mesmo era ontem o Treinador do Chelsea ser o Mourinho ai é que eu não duvidá-va da justiça divina.
    Sagrado roubo como adorei.
    António Nascimento

    ResponderEliminar
  7. Temos Pena!

    Ou Aguenta-te à bomboca bosingwa

    ResponderEliminar